Câmara dos EUA aprova impeachment de Trump

A Câmara dos EUA votou no dia de ontem (13) o pedido de impeachment de Donald Trump, que acabou sendo aprovado. Com isso, é a primeira vez na história que um presidente americano tem 2 pedidos de impeachment aprovados na Câmara em um único mandato.

Agora, para que se concretize, o impeachment deve ser votado no Senado dos EUA. Entretanto, essa votação no Senado americano vai acontecer só depois de Trump ter deixado o cargo de presidente, o que fará com que ele permaneça no mesmo até o final.

O novo presidente eleito, Joe Biden, iniciará no cargo na próxima quarta-feira (20), que promete ser a posse presidencial americana com maior preparação com policiamento e segurança da história dos EUA.

Para isso, o próprio Trump já havia colocado nos últimos dias uma declaração de emergência sobre Washington, a fim de que se possa ter uma cerimônia de posse mais segura, frente aos rumores de que Biden correria sérios riscos para tal, por conta dos últimos acontecimentos na política americana ocorrida na semana passada.

Leia também: Trump declara emergência em Washington após pedido de impeachment

Sobre o impeachment, Trump é acusado de “incitação a insurreição”, o que se refere ao episódio da invasão do capitólio no último dia 6 de janeiro, que deixou 5 mortos e uma grande confusão que fez com que parlamentares ficassem acuados e trancados em seus escritórios.

A incitação de Trump teria sido feita por conta de seus últimos discursos, que embora tenha dito que não apoiava nenhum tipo de atitude de violência que foi praticado, incentivou que seus apoiadores marchassem em direção ao capitólio para se manifestar contra a cerimônia de certificação de Joe Biden, que ocorria no mesmo momento.

A votação foi favorável ao impeachment de Trump em 232 votos, mas teve também 197 contrários. O mais interessante, é que destes 232 votos, 222 são dos democratas, em sua totalidade nesta decisão, e os outros 10 são de republicanos, que no primeiro pedido de impeachment ocorrido tempos atrás, haviam votado a favor da permanência de Trump.

O que muda com o impeachment de Trump?

Apesar de não interferir em praticamente nada nesse mandato, o impeachment de Trump vai trazer sérias complicações a uma possível candidatura presidencial na próxima eleição, ao qual Trump deixou em aberto sua possibilidade de entrar numa nova corrida presidencial.

Isso entraria na emenda constitucional número 14, que diz que qualquer presidente que incite algum tipo de insurreição ou rebelião, está sujeito a não ter mais o direito de participar novamente desse cargo em alguma futura eleição. O impeachment poderia incluir a perda de alguns direitos políticos de Trump, como recebimento de pensão.

Apesar disso, essas penalidades só seriam possíveis de ocorrer se uma votação no Senado de forma separada ao processo de impeachment fosse realizada futuramente, e assim, aprovasse a cassação dos direitos de Trump e também o impedimento de sua candidatura em 2024.

Trump acabou perdendo alguns apoios políticos nos últimos dias, inclusive de republicanos, e assim, ameniza o seu discurso em busca de não ter ainda mais prejuízos para ele nos últimos dias de mandato, ou que possam impedir o seu impeachment.

Em comunicado, Donald Trump disse: “À luz dos relatos de mais manifestações, apelo que NÃO pode haver violência”. Ainda complementou pedindo que “NÃO haja violação da lei e NÃO haja vandalismo de qualquer tipo”.

Sobre a votação no Senado, surgem novas dúvidas sobre o futuro resultado dela, uma vez que nesta última quarta-feira (14), o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, disse não saber ainda qual será o seu voto a respeito disso e já se demonstrou satisfeito desde o início da possibilidade de abertura do impeachment.

Veja também: Inflação tem a maior variação mensal em 18 anos

Total
8
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts