Banco Inter: nova plataforma digital para quem não tem conta

Banco Inter: nova plataforma digital para quem não tem conta

O Banco Inter, com sede em Belo Horizonte – MG, vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, o que abriu espaço para o lançamento de uma nova plataforma digital de shopping direcionada para clientes não correntistas.

João Vitor Menin, CEO do Banco, aposta que a nova plataforma pode atrair 20 milhões de novos clientes para a fintech, termo este utilizado para descrever empresas de tecnologia financeira. O lançamento do novo projeto tem previsão para sair nos próximos dias e o Banco Inter espera bons resultados.

De acordo com Menin, em teleconferência com analistas realizada nesta quarta-feira (12), “Primeiro vamos acompanhar o fluxo, mas podemos lançar novas funcionalidades [no futuro], como consórcios”. O objetivo da empresa é facilitar a vida dos clientes através da inovação.

Além disso, Menin disse também que o lançamento da chave dará ao cliente a opção de cashback ou limite de crédito no aplicativo. É possível conferir a novidade, na aba Inter Shopr da plataforma. Espera-se que a iniciativa gere maior engajamento para o Banco Inter neste ano de 2021.

Início de 2021 promissor para a fintech

“Após três anos do nosso IPO, estamos no primeiro propósito de entregar um equilíbrio de monetização, ao combinar o banking com serviços não financeiros e isso com um único botão dentro do nosso shopping. Começamos a construir nossa história de ser um consumer finance”, disse.

No primeiro trimestre de 2021, a fintech Banco Inter fechou com 10,2 milhões de clientes ativos, crescimento de 106% comparado com o mesmo período do ano passado. Crescendo também em números de novas contas abertas, sendo 1,7 milhẽos aberturas de conta, avanço de 98,3%.

Por dia são abertas 29 mil novas contas no Banco Inter por dia útil dos últimos três meses. Na Inter Shop houve 1,1 milhão de clientes, dos quais 67% são recorrentes, implicando que utilizaram a plataforma, pelo menos uma vez, para compras nos últimos trimestres. Pode-se apontar isso como um dos pontos chaves para entender o sucesso desta fintech.

Com este forte início de ano, o Banco Inter caminha aos poucos para criar um “ecossistema único” para os usuários de bancos digitais, que vem crescendo de ano em ano graças às propostas mais tentadoras que os bancos tradicionais.

Saiba mais sobre o Banco Inter e sua história

Banco Inter não é o primeiro nome da fintech, antigamente seu nome era Intermedium Financeira, com sua história começando lá em 1994, em Belo Horizonte, sendo pertencente ao grupo MRV Engenharia S.A e trabalhando com diversos tipos de créditos. Somente em 2017 o banco recebeu o nome de Banco Inter, que é o oficial até os dias de hoje.

O Banco Inter foi o único banco a abrir capital em quase uma década no Brasil com um IPO, em tradução livre “Oferta Pública Inicial”, de R$18,50 por ação do banco. O IPO é a forma como as empresas abrem na bolsa de valores (no Brasil, a B3 – Bolsa, Brasil, Balcão) e é a principal forma das empresas captarem dinheiro para darem fomento em seu crescimento.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts