Camila Russar

Escrito por

Author

Designer, marketeira de produto e apaixonada por escrever textos sobre tecnologia e startups.

Atualmente, presenciamos um boom das fintechs. Este, anteriormente um mercado tradicional e burocrático, vem sendo adaptado por novas tecnologias das empresas de serviços financeiros e meios de pagamentos

Essas empresas estão focadas em serviços e apresentam crescimento rápido. Oferecem soluções em pagamentos, crédito, contas bancárias, transferências, investimentos. E, para o desenvolvimento destas novas tecnologias e serviços, são necessárias pessoas. 

Mesmo parecendo um pouco contraditório, em um cenário que novas techs vêm diminuindo a necessidade de mão de obra, ainda estamos em um mercado em crescimento e com necessidade de muitas soluções personalizadas. 

Vagas em fintechs

O corpo de colaboradores dessas empresas vem crescendo consideravelmente nos últimos anos. Mesmo a maioria das fintechs brasileiras tendo entre 1 e 20 colaboradores, segundo pesquisa da PWC, elas pretendem dobrar de tamanho no próximo ano. 

Com mais de 400 vagas abertas, elas precisam contratar para continuar seu crescimento exponencial. À medida que os números de usuários vão aumentando e novos produtos vão surgindo, a necessidade de mão de obra aumenta.

Processos nas startups e fintechs

Muitas startups e fintechs são referência em cultura, seleção e onboarding dos novos funcionários no Brasil. São várias etapas de avaliações, entrevistas de justiça social, fit cultural, conhecimento técnico e, uma vez na empresa, semanas de apresentação e envolvimento com diferentes áreas.

O dia a dia nas fintechs tendem a garantir uma ótima qualidade de vida para os colaboradores. Horários flexíveis, home office, lanches saudáveis durante o dia, plano de saúde, planos de academia e outros benefícios trazem o conforto para o profissional, que está focado em entregar seu melhor para as novas soluções que está desenvolvendo. 

Meetup em São Paulo

Pensando em trazer à tona este tema, a Nox Bitcoin, fintech brasileira focada em investimentos, organiza no próximo dia 10, um meetup com o painel “Quero trabalhar em uma fintech”.

O evento contará com a mediação da Mariana Fonseca, repórter de empreendedorismo e inovação na PEGN. As participantes do painel são: Juliana Gusmão, Gerente de aquisição de talentos na Creditas, Beatriz Bazanelli, que compõe o time de RH da Juros Baixos e Juliana Machado, Gerente de Operações no QuintoAndar. 

As diferenças entre as profissionais e as empresas que representam serão responsáveis por promover uma discussão sobre estes três cenários. Aspectos de uma grande fintech, com mais de 1500 funcionários, uma fintech menor e outra startup brasileira, super presente no mercado de tecnologia e já um unicórnio, serão abordados. 

Aberto para dúvidas, o evento começa às 18:30 no dia 10 de março, no Distrito Fintech, em São Paulo. 

Programação do evento:

18:30 – Chegada dos participantes

19:10 – Palestra apresentação Nox Bitcoin

19:20 – Painel

Mediadora: 

Mariana Fonseca – jornalista na PEGN 

Participantes confirmadas:

Juliana Gusmão – Talent Acquisition Manager na Creditas

Juliana Machado – Head of Operations no QuintoAndar

Beatriz Bazanelli – Analista de RH na Juros Baixos

20:30 – Happy hour

Para garantir sua entrada, os interessados deverão acessar o evento no Sympla, e adquirir o ingresso. As vagas são limitadas e sujeitas a esgotamento.

Tem alguma pergunta para ser feita em nosso evento? Manda para a gente que vamos incluir em nosso painel! 

Write A Comment