Camila Russar

Escrito por

Author

Designer, marketeira de produto e apaixonada por escrever textos sobre tecnologia e startups.

As health techs são empresas de tecnologia voltadas para a área da saúde. No Brasil, estamos acostumados a ouvir sobre fintechs e startups, mas, as health techs, também estarão em destaque nos próximos anos. 

Estamos passando por um momento único da história mundial. O Coronavírus está mudando toda a forma como vivíamos antes de se espalhar pelo mundo e, principalmente, a rotina de clínicas e hospitais. 

O momento que estamos vivendo poderá proporcionar inúmeras oportunidades para que novas health techs surjam no Brasil, ajudando a linha de frente dos hospitais, criando conscientização na população, desenvolvendo novas soluções para UTIs e prezando pela segurança e qualidade do trabalho dos nossos médicos. 

Atuação das health techs

Segundo a Organização Mundial da Saúde, “health tech”, em tradução literal, tecnologia da saúde, é a aplicação de conhecimentos e habilidades organizadas em forma de softwares, computadores, remédios, vacinas e procedimentos para resolver um problema de saúde e melhorar a qualidade de vida das pessoas. 

Hoje, as empresas da área da saúde que têm em seu “core” a tecnologia, estão atuando em toda a cadeia da saúde, desde a prevenção, com informações para a população, até o desenvolvimento de equipamentos tecnológicos para procedimentos, como cirurgias robóticas. 

WeDoctor

Um dos grandes exemplos que temos no mundo de uma startup voltada para a área da saúde é a WeDoctor. A empresa chinesa nasceu como um aplicativo para agendamento de consultas, mas, com o tempo, identificou um mercado para explorar. Com a população da China em mais de 1,3 bilhões, entenderam que o acesso a saúde não seria para todos. 

Com isso, desenvolveram uma solução baseada em Inteligência Artificial que realiza consultas virtuais e teste de sintomas sem depender de um médico ou qualquer outra pessoa. Para utilizar, o paciente deve pagar uma mensalidade ao aplicativo, que não chega nem perto da mensalidade de um plano de saúde. Assim, todos que puderem arcar com o valor, têm um médico na palma das mãos. 

A empresa está avaliada em mais de US$6 bilhões e tem um prédio com mais de 2 mil desenvolvedores. 

Cenário Brasileiro

Por aqui, este mercado também está em crescimento desde 2011. Segundo pesquisa do Distrito, o Distrito Health Techs Report 2019, as três maiores áreas de atuação das health techs brasileiras são: gestão, marketplace e acesso à informação. 

Confira cinco empresas que se destacam hoje no mercado do país:

Dr.Consulta

Vendo uma crise no sistema de saúde público do Brasil, o médico Thomaz Srougi decidiu empreender em 2011. Criou um serviço focado na população de baixa renda. O Dr.Consulta é uma rede de franquias de atendimento ambulatorial rápido.

Apesar do SUS ser essencial para o país, tratando a população de maneira preventiva e emergencial, existem atrasos para marcação de consultas. Com este serviço, os pacientes pagam entre R$ 35 e R$ 60 para terem um atendimento quase imediato em uma das unidades franqueadas. Em 2017, a empresa recebeu investimento de R$ 300 milhões para sua expansão.

Pixeon

Com softwares de gestão para hospitais, clínicas e laboratórios, a Pixeon está no mercado desde 2012. Essa health tech está atuando onde 23.9% das startups do setor atuam, segundo estudo do Distrito, em gestão de dados. 

Neste ano, pela segunda vez, a Pixeon recebeu um prêmio internacional de melhor fornecedora de tecnologia para saúde da América Latina. O produto responsável por trazer este reconhecimento para o Brasil foi o PACS. É um sistema de arquivamento de informações e imagens focado em radiologia. 

Vitta

A Vitta é uma health tech que tem três produtos principais. 1- plano de saúde para startups, sendo o primeiro do Brasil a incluir remédios em farmácias. 2- software de gestão. 3- prontuários online. 

Atuando desde 2014, a empresa tem em sua lista de clientes mais de 15.000 médicos em 25 estados brasileiros. Seu software de prontuário é utilizado pelo Hospital Albert Einstein, Fleury e Omint. 

iClinic

A iClinic é uma das health techs focadas em clínicas médicas. Oferece um software de gestão que promete descomplicar o dia a dia de uma clínica. Tem uma agenda online, prontuário personalizável, ferramenta de marketing e também de teleconsulta. 

Fundada em 2011, a iClinic mantém sua sede em Ribeirão Preto. É uma empresa Endeavor, com 110 funcionários no LinkedIn. Em seu site, afirma ter uma rede de mais de 70 mil profissionais, em 22 países.

Memed

A Memed é uma health tech focada em melhorar o relacionamento dos médicos com seus pacientes. Ela fornece um software para os médicos, que, usando um banco de dados, facilita a indicação de medicamentos para cada um dos pacientes. 

Estes, por sua vez, recebem as orientações do médico diretamente em seu celular, facilitando o acesso às informações do tratamento. O software também possibilita que o paciente compre o remédio diretamente com a farmácia, com desconto. 

A importância das health techs

Vivemos em um mundo de crescimento exponencial. As tecnologias, chegaram para ficar e nos ajudam diariamente gerando eficiência em processos e democratização de informação.

Além de ser um mercado crescente para as tecnologias, a saúde também é uma das áreas com mais procuras de profissionais no futuro, segundo o Fórum Econômico Mundial, seguido de tecnologia.

Write A Comment