General Motors reflete sobre aceitar Bitcoin como meio de pagamento

General Motors reflete sobre aceitar Bitcoin como forma de pagamento

A CEO da General Motors, Mary Barra, admitiu que a montadora começará a aceitar pagamentos em Bitcoin, mediante solicitação dos clientes. Em entrevista Mary disse que “simplesmente veio ao nosso conhecimento, então seremos guiados por nossos clientes”.

Em outras palavras, tudo o que o CEO da General Motors quis dizer é que a empresa está pronta para aceitar pagamentos nas principais criptomoedas, desde que haja uma demanda por parte de seus consumidores. Segundo Mary, a montadora busca tornar os processos de aquisição e posse de seus clientes “o mais simples possível”.

Para que esse plano ocorra, a General Motors já planeja para o ano de 2035, passar a produzir 100% dos veículos elétricos em sua linha de modelos.

História repetida? 

As palavras da CEO da General Motors, não são muito diferentes das proferidas por Elon Musk, CEO da fabricante de carros elétricos Tesla, em março de 2021. Musk iniciou a venda dos carros de sua empresa, aceitando o Bitcoin como forma de pagamento.

Entretanto, no mês de maio, a empresa anunciou a suspensão do pagamento através de Bitcoins, segundo Musk a negativa vinha do fato de que a principal criptomoeda do mundo, consumia com abundância, energia elétrica em seu processo de mineração, o que no longo prazo, provocaria sérios danos ao meio ambiente.

Já em junho, o CEO da Tesla, voltou atrás em suas palavras, dizendo que a Tesla poderia voltar a aceitar o Bitcoin como forma de pagamento, desde que o ativo digital possa ser minerado através de fontes de energia renováveis. Em seu twitter Musk disse: “Quando houver confirmação de uso razoável de energia limpa (~ 50%) por mineradores com tendência futura positiva, a Tesla voltará a permitir transações de Bitcoin”.

Bitcoin

O que diz Mary Barra?

Ao contrário da Tesla, a General Motors afirma que não quer investir em Bitcoin, mas simplesmente aceitar a moeda digital como forma de pagamento.

A CEO da empresa afirmou que aceitar o Bitcoin como forma de pagamento é algo que a empresa vai monitorar e avaliar para garantir que haja forte demanda do consumidor. No entanto, é importante frisar, que caso a General Motors decida por introduzir o Bitcoin como forma de pagamento, o processo poderá levar um tempo considerável, tendo em vista que, a base de clientes da empresa incluem muito mais do que apenas compradores individuais, mas também revendedores de automóveis.

Expectativa dos investidores

As altas expectativas sobre o futuro do Bitcoin por parte dos investidores é o que faz empresas como Tesla, GM e tantas outras realizarem seu modelo de negócio e refletirem se aceitar criptomoedas como forma de pagamento seria uma boa decisão. Esse conflito não aparece apenas nas organizações, mas em países inteiros.

Podemos observar ao longo do tempo, diversos países realizando restrições severas em relação à mineração e comercialização de criptomoedas. No entanto, há países como El Salvador, que se tornou o primeiro país a aprovar uma lei para adotar o Bitcoin como moeda legal.

Em suma, apesar de Mary Barra reiterar a disposição da General Motors em aceitar o Bitcoin como forma de pagamento, o preço da criptomoeda não subiu. No momento da redação desta notícia, a criptomoeda esta sendo negociado a US $37,798.34, após cair 2.14% nas últimas 24 horas, segundo dados do Coinmarketcap.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts