quero-trabalhar-fintech

Quero trabalhar em uma fintech! Mas como?

Quero trabalhar em uma fintech, este foi o tema do último meetup que realizamos por aqui. Fintechs, as empresas que estão crescendo exponencialmente resolvendo problemas que instituições financeiras carregam há anos. Com centenas de vagas abertas no mercado, não poderíamos deixar de abordar este assunto em um de nossos meetups mensais.

Na noite do dia 10 de março, no Distrito Fintech, contamos com a presença de quatro convidadas para conduzirem um painel de discussão sobre o tema. Mariana Fonseca, repórter de empreendedorismo e inovação na PEGN foi a mediadora. As participantes foram: Juliana Gusmão, Gerente de Aquisição de Talentos na Creditas, Beatriz Bazanelli, que compõe o time de RH da Juros Baixos e Juliana Machado, Gerente de Operações no QuintoAndar. 

Mas afinal, quais foram as dicas para conseguir uma oportunidade nestas empresas e em outras fintechs? Nossa redação compilou para você 5 conselhos dados durante o evento. 

meetup - quero trabalhar em uma fintech
Mariana Fonseca, Juliana Gusmão, Beatriz Bazanelli e Juliana Machado, respectivamente.

1- Conheça sobre a empresa

Conhecer a fintech foi um dos fatores mais citados pelas profissionais. Saber sobre o momento, os produtos, a cultura e as oportunidades são diferenciais e quase pré-requisitos para os candidatos. 

Durante a fala, Juliana Gusmão, gerente de aquisição de talentos da Creditas citou que também gostam muito de pessoas que já chegam com sugestões inovadoras! Mas, cuidado, para isso, você deve estudar o contexto da empresa e embasar suas ideias com dados e fundamentos. 

2- Responda todas as perguntas do processo seletivo com carinho

Para o envio do currículo, logo na primeira etapa do processo seletivo, a maioria das empresas colocam perguntas a serem respondidas junto com o envio do currículo. Além do currículo e das experiências profissionais e pessoais daquele candidato, as respostas iniciais são o que geram a primeira impressão. 

Exceto em vagas com milhares de candidatos, onde uma inteligência artificial atua na pré-seleção de currículo (na fintech Creditas), todas as empresas afirmam olhar todos os CVs enviados, depois de analisarem as respostas às perguntas iniciais. 

Por isso, tire um tempo, se organize e responda com carinho as perguntas que vão determinar uma maior atenção à sua história. 

3- Se prepare para as etapas de recrutamento

Apesar de serem empresas em momentos diferentes, Creditas, Juros Baixos e QuintoAndar possuem processos seletivos bem semelhantes:

  • Uma primeira análise de currículo e das respostas ;
  • Um segundo contato remoto, para entender o momento profissional do aplicante;
  • Um ou dois testes técnicos, dependendo da vaga, senioridade e área daquela proposta;
  • Uma conversa com o time de pessoas da empresa;
  • E, por último, uma conversa com o time em que aquela pessoa ficará alocada.

Se preparar para todas estas etapas é essencial para demonstrar interesse e conseguir se dar bem no processo.

4- Não se preocupe com títulos

Conseguimos enxergar um padrão nas fintechs de que o título do profissional, onde estudou, se fez pós graduação ou mestrado não tem um valor tão determinista. Claro, todos incentivam e apoiam os estudos formais, mas a experiência profissional e de vida do candidato são prioridade em uma análise. 

Juliana Machado, gerente de operações no QuintoAndar, se formou em Engenharia de Alimentos, trabalhou na área, depois migrou para consultoria e chegou no QuintoAndar, onde está há quatro anos e em sua terceira grande área. 

Portanto, se estiver interessado em mudar de carreira, muito provavelmente você não encontrará uma barreira por títulos nessas empresas.

5- Mantenha seu Linkedin atualizado

Durante o painel, todas citaram que a principal ferramenta de contratação que elas utilizam é o LinkedIn. Buscas, filtros e análises são feitas pela plataforma, por isso, sempre a mantenha atualizada. 

Coloque as informações de forma clara, simples e objetiva. Dê exemplos dos projetos que já desenvolveu e se envolva com as pessoas e posts. 

Para saber como está o seu LinkedIn, a própria ferramenta disponibiliza uma nota para o seu perfil neste link.

Quer conferir mais detalhes do nosso evento? Confira aqui nosso vídeo oficial!

Total
1
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts