Token

CBF capta R$91 milhões no lançamento do seu token

Nos últimos meses, clubes de futebol e outros esportes ao redor do mundo tem entrado no mercado de criptoativos. Seja através de patrocínio, naming rights de estádios ou através de parcerias de lançamento de token próprio de clubes. Geralmente, as parcerias que envolvem lançamento de token são um sucesso, gerando renda para o clube hoje e no futuro.

De mesmo modo, os compradores dos tokens, podem obter rentabilidade com a valorização do criptoativo. Além disso, os fan tokens acabam aproximando os torcedores dos clubes. O motivo é que, para aqueles que compram estes tokens, é possível ter poder de voto em algumas decisões no clube.

Sendo assim, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) realizou o lançamento do seu próprio token. Nomeado de Brazilian Football Team, o token foi criado em parceria com a Bitci Technology. Os tokens foram esgotados em 30 minutos, gerando uma receita de 15 milhões de euros para a entidade. Em conversão direta, o valor representa aproximadamente R$ 91 milhões de reais.

Veja também: São Paulo anuncia parceria com Sportsbet.io

Maiores detalhes

Com isso, cerca de 13 mil pessoas realizaram a compra do token Brazilian Footbal Team. O token foi precificado a 0,50 euros cada um e foram vendidos 30 milhões de BFTs. Contudo, ainda existem mais de 70 milhões de tokens para serem vendidos. As vendas públicas destes tokens devem ocorrer no dia 25 de agosto.

Dessa forma, os detentores do token poderão ter a oportunidade de ganhar experiências e recompensas exclusivas da Seleção Brasileira. Também poderão participar em enquetes interativas. O token está inserido na blockchain da Bitcichain.

Segundo Lorenzo Perales, diretor comercial da CBF, “o resultado fantástico da primeira oferta mostra a potência da Seleção Brasileira como marca em todos os setores, a forma como o futebol é consumido está mudando e entrar no mercado de tokens de torcedor é sucesso, cravamos mais um marco histórico dentro do mercado blockchain, abrindo caminho para muito mais.”

Além disso, o CEO da Bitci Technology, Onur Altan Tan destacou o sucesso nas vendas. Segundo ele, “este é um registro marcante e um passo muito importante na jornada global da Bitci”. Também agradeceu “a todos que participaram do lançamento do token de fã”. A Bitci é uma concorrente da Chiliz no fornecimento de fan tokens aos clubes. A Chiliz, hoje, possui parceria com PSG, Barcelona, Juventus, Corinthians, Atlético Mineiro etc.

Veja também: Cleveland Cavaliers fecha parceria com a Socios.com (CHZ)

Especialistas criticam

Alguns especialistas realizaram algumas críticas em relação ao lançamento do token. Por exemplo, é comum, ao lançar um fan token que a instituição mencione os benefícios de ter um. Contudo, a CBF não apontou quais seriam os benefícios específicos para os detentores do token Brazilian Footbal Team.

Além disso, a comunicação também foi alvo de críticas. O motivo é que em momento algum foi informado o motivo da CBF estar lançando seu token. Também não foi informado os detalhes do token, qual seu lastro e por qual motivo ele tem valor. Um outro ponto mencionado foi o momento de lançamento do token. A CBF vive uma crise institucional, onde há uma intervenção na presidência devido ao escândalo com presidente Rogério Caboclo.

Veja também: Inter de Milão fecha patrocínio com Socios (Chiliz)

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts