Binance anuncia interrupção dos serviços em Ontário, Canadá

Binance anuncia interrupção dos serviços em Ontário, Canadá

Já não era de agora que a maior exchange de criptomoedas Binance estava tendo dificuldades para continuar as suas operações em determinadas regiões do Canadá, como Ontário. A fiscalização da maior província do Canadá sobre a exchange sediada em Malta era cada vez maior e por conta disso, o anúncio foi cancelado ontem (sexta-feira, 25).

A província de Ontário é a mais importante economicamente em todo Canadá, local onde se localizam grandes cidades como Toronto e Ottawa. No comunicado emitido pela Binance, a explicação dada é que os Termos de Uso foram atualizados para enquadrar a região em uma jurisdição restrita.

Clientes da região já estão tendo orientações da Binance

O fato de a Binance não poder continuar atendendo na região de Ontário será muito prejudicial para a exchange e também para muitos investidores, afinal o Canadá é um dos países com maiores ingressos, onde facilmente os investidores têm patrimônios acima de US$ 100 mil (R$ 490 mil atualmente).

“Lamentavelmente a Binance não vai poder continuar atendendo aos usuários baseados em Ontário. Os clientes da região serão aconselhados a tomar medidas imediatas para encerrar todas as posições ativas até 31 de dezembro de 2021”, disse a nota.

Exchange não detalhou os reais motivos de sua saída

A exchange não fez nenhuma sinalização quais foram os reais motivos de sua saída, se limitando a dizer que a decisão faz parte dos esforços contínuos de compliance. Porém se especula que um dos motivos da fuga da Binance é justamente pela forte pressão que as autoridades locais estão exercendo com as empresas de criptomoedas na região.

Não é de hoje que a Binance está na mira das maiores autoridades do mundo. Na última sexta-feira (25), foi a vez de uma entidade do Japão emitir um documento em que afirma que a exchange está operando sem registro formal no país. O principal órgão regulador fiscal do Japão já havia emitido uma nota em 2018, sem aparente sucesso.

Ontário mirando outras exchanges de criptomoedas

Nos últimos meses, os órgãos reguladores em Ontário começaram a apertar o cerco para as corretoras que atuam no território. A Bybit recebeu a notificação na última segunda-feira (21), acusada de estar manipulando as leis de valores mobiliários da região de Ontário. A Bybit é uma das 5 maiores exchanges do mundo, ao lado de Binance, Okex, Kucoin e Coinbase.

No relatório que apresenta uma denúncia, a plataforma é acusada de descumprir as leis regionais para a negociação de derivativos sem nenhum tipo de licença. A Bybit não foi a primeira exchange a tomar um “Puxão de orelha” das autoridades em Ontário. A KuCoin e a Poloniex também já receberam avisos sobre novas regulamentações.

A Comissão de Valores Mobiliários (OSC) já fez um aviso em março onde dizia que todas as corretoras de criptomoedas deveriam realizar um registro no Governo para que não enfrentassem posteriormente uma ação regulatória. A Binance provavelmente foi uma dessas exchanges avisadas, porém preferiu abandonar a região do que sofrer uma punição.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts